• Marília Monitchele

Espetáculo sobre as cantoras negras na MPB em S. Paulo

Atualizado: 15 de jul.

A peça Vozes Negras - A Força do Canto Feminino mistura teatro, música e debate e fica em São Paulo até agosto

Por Marília Monitchele



Imagem: Divulgação/Sympla


No dia 30 de junho, estreou no teatro Sérgio Cardoso, localizado no bairro Bela Vista, em São Paulo, a peça Vozes Negras - A Força do Canto Feminino. O espetáculo busca resgatar a contribuição de cantoras negras para a formação cultural brasileira. Em formato inovador, a produção foi dividida em temáticas específicas e durante seis fins de semana, esmiuçará períodos diferentes da história musical do nosso país tendo como base a trajetória de vida e a carreira de cantoras negras.

A peça funciona em formato serial, e em cada fim de semana apresentará um episódio diferente. Além disso, cada exibição contará com uma convidada especial, entre elas estão Djamila Ribeiro, Conceição Evaristo, Preta Ferreira, Flávia Oliveira e outras intelectuais, artistas e ativistas negras, que discutirão feminismo, racismo, militância e outros temas diversos que transpassam suas vivências. Os interessados poderão assistir o espetáculo de quinta a domingo, até o dia 7 de agosto, e os ingressos estão disponíveis em valores que variam de R$ 25,00 a R$ 150,00. Para aqueles que não podem acompanhar a produção presencialmente, ela será exibida gratuitamente aos domingos, em formato de live no site culturaemcasa.com.br.

No fim de semana de estreia foi possível conhecer um pouco mais sobre a carreira e as vidas das divas da Era do Rádio, Carmen Costa e Elizeth Cardoso, além da participação especial Erica Malunguinho, a primeira Deputada Estadual transgênero eleita para Assembleia Legislativa de São Paulo, convidada do espetáculo da noite de sábado. A politica discutiu o tema da branquitude e silenciamentos negros, além da militância antirracista e feminista, falou ainda sobre sua carreira política e discutiu a possibilidade de se candidatar para outros cargos eletivos. De acordo com funcionários do Teatro Sérgio Cardoso, o fim de semana de estreia pode ser considerado um sucesso e na quinta-feira, primeira exibição do musical, a casa, com espaço para mais de 800 espectadores, estava lotada.




Imagem: Caio Gallucci/ Divulgação Teatro Sérgio Cardoso


Flávia Torres, representante do coletivo de artistas e artesãos Parceria Carioca acompanhou o espetáculo durante sua temporada no Rio de Janeiro e se mostrou animada para essa temporada em São Paulo. Ela assiste às apresentações todas as noites e garantiu estar especialmente empolgada para acompanhar a participação da filósofa e escritora Djamila Ribeiro. O coletivo que Flávia representa durante as exibições em São Paulo é composto por 144 mulheres e os produtos vendidos no Teatro Sérgio Cardoso são exclusivamente produzidos por mulheres negras. A loja atua em vários complexos culturais do Rio de Janeiro e é a loja oficial do Museu do Amanhã na cidade.

Outro carioca que aproveitou o fim de semana para ir ao teatro foi o historiador Vinicius Andrade, que perdeu a temporada do Rio de Janeiro, mas aproveitou a visita a São Paulo para conhecer as histórias das Divas do Rádio. Ao fim da peça, o professor e pesquisador se mostrou impressionado com o espetáculo. “É super importante falarmos da contribuição das mulheres e das pessoas negras em geral na formação cultural brasileira como um todo. Esse é um tema essencial para se discutir no Brasil”, frisou. Carmen Costa e Elizeth Cardoso não serão as únicas homenageadas.

Com apresentação de Verônica Bonfim, a trajetória do espetáculo percorrerá os ritmos do samba, do jazz, do soul e do funk. E homenageará artistas, como Dona Ivone Lara, Dolores Duran, Elza Soares, Tati Quebra Barraco, entre muitas outras. No elenco, temos nomes como Analu Pimenta, Bárbara Sut, Ester Freitas, Roberta Ribeiro, Vanessa Brown e participações especiais. O espetáculo conta com belíssimas atuações, vocais imperdíveis, balé e cores estonteantes, além de se desenvolver em uma temática absolutamente necessária e interessante.


Aqui, o calendário completo de apresentações:

30/06 a 03/06 - A Era de Ouro do Rádio, homenageando Carmen Costa e Elizeth Cardoso.

07/07 a 10/07 - Samba, Terreiro e Ancestralidade, homenageando Dona Ivone Lara e Clementina de Jesus.

14/07 a 17/07 - Samba-Canção e Bossa Nova, homenageando Alaíde Costa e Dolores Duran.

21/07 a 24/07 - Do Samba ao Jazz, homenageando Alcione e Elza Soares.

28/07 a 31/07 - Do Soul ao Afro-Pop, homenageando Sandra de Sá e Margareth Menezes.

04/07 a 07/07 - Novas Gerações, homenageando Iza, Tati Quebra Barraco e Ludmilla.

As apresentações duram aproximadamente 90 minutos e são de classificação livre.



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo