• Karolina Monte

Segunda Parte: Habitação e Transporte

Por Karolina Monte


Para Ivan, muitos objetivos benéficos poderiam ser alcançados com uma revisão do PDE, que deve contar com influência da participação popular, tais como: “o tempo que se gasta no transporte público, as mudanças abruptas colocadas no zoneamento de bairros, o acesso a parques e áreas verdes, a renovação urbana e a recuperação ambiental de seu bairro, o maior acesso a moradia em áreas mais centrais, a inclusão digital com o WI-Fi livre na cidade, a possibilidade de tarifa zero nos transportes para auxiliar na recuperação econômica, o pedágio urbano, a criação de zonas livre de carbono para enfrentar a redução dos gases de efeitos estufa – GEE, a criação de mais parques e áreas verdes para ampliar a resiliência urbana a inundações e aumento da temperatura e as ilhas de calor e aos demais impactos da crise climática”.


Ivan também nos conta que “os corredores de ônibus não evoluíram na cidade e estão longe de cumprir metas para melhorar a velocidade no transporte público na cidade, O que falta fazer? Estão no Plano, mas não houve investimentos em transportes nesse período. A ampliação das linhas de metrô caminha lentamente também por falta de prioridade e de mais investimentos”.


Assim sendo, faz-se importante uma articulação entre os Planos de Habitação Municipal, o Plano Diretor e outras leis de direcionamento de verbas. Deve-se prever uma verba com destino às moradias populares em áreas carentes e insalubres, através de compras de prédios sem utilização social efetiva para que haja uma reintegração útil no mapa habitacional da cidade de São Paulo. Seria interessante ainda um diálogo com o setor privado, para um maior investimento nas moradias populares até 2030, último ano de vigência do PDE.


Com isso, é necessário apenas um aperfeiçoamento das atuações já previstas dentro do Plano Diretor, isto é, um programa de efetivação dos objetivos dentro do Plano, para que suas metas sejam cumpridas com satisfação até 2030 e que os moradores do município tenham acesso a lares decentes e mobilidade efetiva dentro da cidade e dos bairros.


6 visualizações0 comentário