• iniciacaoaojornali

Conta de luz de dezembro pesou no bolso

Mudança nas bandeiras tarifárias, não prevista para dezembro, foi razão do aumento


por Victoria Borges



[Foto: Divulgação]


Em dezembro, a população brasileira viu o valor da conta de luz aumentar. Isso porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu acionar a bandeira vermelha (patamar 2), em que as tarifas sofrem o maior acréscimo de preço por quillowatt-hora.

Desde maio, devido à pandemia da Covid-19, a Agência havia optado por manter a bandeira verde acionada. A princípio, a decisão valeria até o fim de 2020. Mas, em razão dos baixos níveis de água nos reservatórios das hidrelétricas, a definição foi revogada no início de dezembro.

O engenheiro elétrico Daniel Szente Fonseca explica que a energia que movimenta o Brasil vem principalmente das hidrelétricas. O problema é que seu funcionamento depende das chuvas. “Se o nível dos reservatórios estiver baixo, as usinas não conseguem produzir o tanto de energia que o Brasil precisa”, explica Fonseca.

Em um mês mais seco, como foi novembro, a energia precisa ser complementada pelas termelétricas — movidas pela queima de combustíveis e, por isso, produzem uma energia mais cara. É daí que vem a classificação das bandeiras tarifárias. As escalas possíveis são: verde, amarela e vermelha, sendo a última dividida entre os patamares 1 e 2.

Fonseca conta que a motivação para o aumento das tarifas é para desincentivar o consumo de energia elétrica, diminuindo, assim, a demanda das termelétricas. Um outro motivo é que o lucro extra arrecadado ajuda a pagar a conta das termelétricas. “Antes, nossa energia vinha da água, que é barata. Agora, ela vem da queima de combustível, que é cara. Por isso que a nossa tarifa está maior”, complementa o engenheiro.

Para o mês de janeiro, com o aumento das chuvas, a Aneel determinou que as tarifas voltassem à bandeira amarela. O preço da energia elétrica passou a ser de R$1,34 a cada 100 quillowatt-hora, enquanto no mês anterior esse valor era de R$ 6,34. O anúncio das bandeiras tarifárias é feito mensalmente, normalmente na última semana de cada mês.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo