• Murillo César Alves

4ª Copa Savime: Catumbi F.C supera obstáculos e conquista o bicampeonato inédito

Após um campeonato marcado pela pandemia da covid-19, a equipe do Jardim São Remo sagrou-se campeã do torneio de futebol amador


Por Murillo César Alves

[Imagem: Instagram/@juhnavarzea]

O Catumbi FC sagrou-se bicampeão da Copa Savime. Nesse último dia 16 de outubro, a equipe da comunidade da São Remo conquistou seu segundo título da competição.


A Copa Savime de Futebol Amador de Osasco é, como o nome sugere, um torneio de futebol organizado há quatro anos pelo Grêmio Recreativo Esportivo Savime, de Vila Menck, Osasco. Nela, participam diversas equipes de comunidades próximas da região, como é o caso do Catumbi, da São Remo.


Após um longo período de interrupção, em decorrência da pandemia da covid-19, a Copa Savime retornou com as oitavas de final, que haviam sido adiadas em março de 2020. Até a paralisação, o Catumbi era um dos favoritos a mais um título, com duas vitórias em dois jogos. Mas mesmo com os obstáculos impostos pelo novo coronavírus, a equipe conseguiu recuperar sua boa fase nessa volta.


Na partida de reabertura, o Catumbi F.C. eliminou o Sport Club D’Avila, de Osasco, após vencer o confronto por 1 a 0, no dia 11 de setembro. Na sequência, duas semanas depois, não tomou conhecimento do Bonsucesso, do Jardim Marieta, ao aplicar um sonoro 3 a 0, classificando-se assim para as semifinais.


Nessa fase, o jogo mais disputado até então: contra o Verdinho FC, da região de Rio Pequeno, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, o Catumbi dependeu das penalidades máximas para se classificar à sua segunda final na história da Copa Savime.

Com o avanço da vacinação no estado de São Paulo, foi possível trazer a torcida de volta à Arena Savime, na região da Vila Menck. Dessa forma, a partida final, entre Catumbi e Vira Copos, da Zona Oeste de Pirituba, contou com o transporte da comunidade de São Remo até Osasco, para dar apoio a seu time.



Assim, com um jogo disputado nos 90 minutos, terminando em 1 a 1 no agregado, a decisão do título ficou mais uma vez nas penalidades máximas, em que brilhou a estrela do goleiro Dida, do Catumbi. Ao defender duas cobranças, ele foi responsável direto por garantir o título da equipe de Várzea da São Remo, que terminou em 3 a 1 na cobrança de pênaltis. Dos pés de Vagner, autor do gol que garantiu o empate no tempo regulamentar, coube a responsabilidade da última cobrança, a qual ele não desperdiçou.


Dessa forma, em meio a um ano conturbado com a pandemia, com uma competição que se iniciou ainda em janeiro de 2020, o Catumbi conseguiu a glória máxima. Com isso, a equipe, com apenas 20 anos de história, se torna a maior campeã da Copa Savime, com a expectativa de muitos mais títulos ainda por vir.


Assim, com o fim dessa edição, a 5ª Copa Savime já tem data para recomeçar: janeiro de 2022. Com as inscrições abertas, no valor de RS$2500,00 por time, a organização ainda promete um prêmio no valor de 40 mil reais para o time vencedor, com 10 mil para o vice-campeão, que podem ser realizadas por meio dos contatos dos diretores, que estão disponíveis Instagram da Copa Savime (@copasavime).


37 visualizações0 comentário